Reservas de ouro por País

Cotação Diária da Prata em €

Cotação Diária da Ouro em €

Contacte-nos

Rua de Santo André - Centro Comercial Parque da Cidade Loja L, 2º Piso 4560 - 221 Penafiel Telefone:+351 255 214 495 Email:info@elementum.pt
Telefone: +351 255 214 495 Email: info@elementum.pt

Preços das Casas Sofrem Aumento Anual de 8.8% na Zona Euro e 9.2% na UE no Terceiro Trimestre de 2021

  • Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • Preços das Casas Sofrem Aumento Anual de 8.8% na Zona Euro e 9.2% na UE no Terceiro Trimestre de 2021

Preços das Casas Sofrem Aumento Anual de 8.8% na Zona Euro e 9.2% na UE no Terceiro Trimestre de 2021



No terceiro trimestre de 2021, os preços das casas, medidos pelo House Price Index – HPI (que mede as mudanças de preços de todos os imóveis residenciais recém-construídos e velhos comprados pelas famílias, independentemente de seu uso final e de seus donos anteriores) aumentaram, segundo a Eurostat, 8.8% na zona euro e 9.2% na UE em comparação ao terceiro trimestre de 2020. Este é o maior aumento anual para a zona euro desde 2005; para a UE, desde o segundo trimestre de 2007. No segundo trimestre de 2021, os preços das casas aumentaram 6.8% na zona euro e 7.3% na UE, respetivamente.


Em comparação ao segundo trimestre de 2021, os preços das aumentaram 3.3% na zona euro e 3.1% na UE no terceiro trimestre de 2021.


Figura 1 – Preços dos Imóveis Residenciais - Alteração Anual em % (2010-2021)


Zona Euro (Linha Vermelha); UE (Linha Azul).

Fonte: Eurostat.



Todos os membros da UE para os quais existem dados disponíveis apresentaram um aumento anual dos preços das casas no terceiro trimestre de 2021. E, em metade deles, este aumento ultrapassou os 10%. Os menores aumentos foram registados no Chipre (+2.2%) e Itália e Espanha (ambos +4.2%). Os maiores aumentos foram registados na República Checa (+22%), Lituânia (+18.9%), Estônia (+17.3%) e Holanda (+16.8%). Em Portugal, o aumento foi de 9.9%.


Em comparação ao segundo trimestre de 2021, os preços aumentaram em todos os membros da UE. Os menores aumentos foram registados na Roménia (+0.1%), Finlândia (+0.2%) e Dinamarca (+0.3%). Os maiores aumentos foram registados na República Checa (+7.3%), Holanda (+5.9%), Lituânia (+5.4%) e Irlanda (+5.1%). Em Portugal, o aumento foi de 3.6% no terceiro trimestre de 2021 em comparação ao segundo trimestre de 2021.


Figura 2 – Alterações Trimestrais e Anuais dos Preços dos Imóveis Residenciais


Coluna da Esquerda (Alteração em Comparação ao Trimestre Anterior); Coluna da Direita (Alteração em Comparação ao Mesmo Trimestre do Ano Anterior); : (Dados Não Disponíveis).

Nota: Os três últimos (Islândia, Noruega e Suíça) não fazem parte da UE.

Fonte: Eurostat.


Como explicamos aqui a expansão da base monetária feita pelos governos através dos bancos centrais tende a provocar aumentos dos preços de ativos financeiros e imobiliários. Portanto, os preços das casas na zona euro aumentam, em grande parte, devido à política monetária expansionista do Banco Central Europeu (BCE).



André Marques