Reservas de ouro por País

Cotação Diária da Prata em €

Cotação Diária da Ouro em €

Contacte-nos

Rua de Santo André - Centro Comercial Parque da Cidade Loja L, 2º Piso 4560 - 221 Penafiel Telefone:+351 255 214 495 Email:info@elementum.pt
Telefone: +351 255 214 495 Email: info@elementum.pt

A Prata pode Substituir Raro e Caro Metal em Touchscreens

  • Home
  • /
  • Notícias
  • /
  • A Prata pode Substituir Raro e Caro Metal em Touchscreens

A Prata pode Substituir Raro e Caro Metal em Touchscreens



relatório de notícias do Silver Institute (agosto de 2021) trouxe informações sobre uma descoberta da possibilidade do uso da prata para o funcionamento das touchscreens.


Os produtos eletrónicos de consumo geralmente requerem metais raros e caros para seu devido funcionamento. Para gerenciar os custos, os engenheiros sempre buscam maneiras de substituir estes metais. E, no caso das touchscreens, eles podem ter encontrado um substituto.


O material óxido de índio-estanho (ITO) é feito de índio, estanho e oxigênio. Porém, o índio é um recurso escasso e caro e o ITO é uma parte crucial das touchscreens e outros produtos por causa de sua capacidade de ser visualmente transparente enquanto ainda é eletricamente condutivo, uma característica incomum.


“Uma pequena quantidade [de índio] está disponível”, disse Behnam Akhavan, PhD, professor sénior de engenharia da Universidade de Sydney, Austrália. “A demanda por índio tem crescido devido ao aumento da produção de dispositivos com touchscreens. Mas, embora apenas pequenas quantidades sejam necessárias, teme-se que a oferta não consiga acompanhar.” “Também é muito difícil de minerar, porque não temos nenhuma mina específica de índio”, acrescentou.


Em busca de um substituto para o ITO Akhavan e sua equipa o encontraram em camadas de óxido de tungstênio (IV), prata, e óxido de prata / IV no vidro. Os pesquisadores cobriram o vidro com uma camada de IV de 30 nanômetros, seguida por 10 nanômetros de prata pura e outra camada de 50 nanômetros de um composto de IV e prata. O produto final foi um revestimento transparente de 90 nanômetros no vidro, que era condutor e transparente. Akhavan observou que, embora nem o tungstênio nem a prata sejam considerados excessivamente abundantes, são muito menos raros do que o índio.


Outras aplicações além das touchscreens, menciona o Silver Institute, incluem revestimentos antirreflexo para espelhos e "janelas inteligentes" que escurecem com a luz do sol.



André Marques